Paixão por ônibus é tema em TV do ABC Paulista

Por , em 7 de abril de 2016.

Apresentador Gustavo Baena da TVSC falou um pouquinho sobre “busologia”.

Apresentador Gustavo Baena conversa com jornalista Adamo Bazani sobre paixão por ônibus e transportes.

Apresentador Gustavo Baena conversa com jornalista Adamo Bazani sobre paixão por ônibus e transportes.

Nesta última terça-feira, 5 de abril de 2016, os ônibus tomaram conta do bate-papo do programa “Aqui, São Caetano”, da TVSC, de São Caetano do Sul, no ABC Paulista.

O apresentador Gustavo Baena procurou discutir um pouco sobre o gosto por ônibus.

Em entrevista, abordou temas como a prática dos busólogos, termo não oficial usado para definir quem admira os veículos de transporte coletivo, e também o papel destas pessoas na discussão da mobilidade urbana e para recontar a história das cidades.

É possível contar a história de uma cidade pelas janelas dos ônibus. O busólogo, como é conhecido popularmente, também contribui para discussões sobre política, economia e mobilidade urbana sempre tendo como ponto de partida os ônibus.

O termo busólogo surgiu nos anos de 1980, dentro de uma encarroçadora de ônibus. O primeiro busólogo do Brasil, com esta denominação, é Hélio Luiz de Oliveira, atual editor da revista especializada In Bus, e que foi projetista na encarroçadora de ônibus Thamco. Ele atuou na elaboração do famoso Thamco ODA, o ônibus de dois andares que ficou eternizado na memória de muitos paulistanos, fruto de uma exigência nos anos de 1980 do emblemático prefeito de São Paulo, Jânio Quadros, e que compôs a frota da CMTC – Companhia Municipal de Transportes Coletivos, extinta empresa pública da cidade de São Paulo.

O apelido foi inventado pelos colegas de trabalho de Hélio, Orcars Pipers e Jean Dierckx: Bus – ônibus e logia – estudo, busologia – busólogo sendo o seu praticante.

Como a emissora de TV é do ABC Paulista, também não faltaram oportunidades para discutir um pouco sobre a mobilidade da região e temas polêmicos relacionados aos transporte, além, claro, para a exibição de fotos e miniaturas de ônibus que marcaram a história local.

Acompanhe a entrevista na íntegra que ainda teve o som da Banda Dona Léo:

Esta publicação foi catalogada na categoria de