Iveco entra no segmento de micrões e lança ônibus escolar para áreas de tráfego difícil

Por , em 11 de março de 2016.

Grand Class teve testes monitorados por representantes do Programa Caminho da Escola. Modelo será produzido em parceria com a Mascarello.

Midibus escolar tem itens de conforto e segurança para enfrentar áreas de tráfego difícil. Divulgação Iveco

Ônibus terão pontos de embarque próprios demarcados. Luiz Guadagnoli/SECOM

Após registrar experiência positiva no segmento de ônibus de 17 toneladas, com o crescimento de 62,4% em toda a linha de veículos de transporte coletivo no ano de 2015, motivado pelo chassi 170S28 lançado há pouco mais de um ano, a Iveco entra definitivamente num outro segmento de ônibus que tem se expandido: o de 15 toneladas destinado para os popularmente chamados micrões.

A empresa desenvolveu em Sete Lagoas, Minas Gerai, o chassi 150S21.

Segundo a Iveco, o motor de 4,5 litros e sistema SCR, para atender às normas de redução de poluição, fazendo uso do fluido ARLA 32, rende 206 cavalos de potência, a maior da categoria, que normalmente gira em torno de 190 cavalos.

Com o chassi, a empresa quer expandir atuação no transporte escolar. A Iveco já faz um dos micro-ônibus mais vendidos para o Programa Caminho da Escola, do Governo Federal, o CityClass, com cerca de seis mil unidades, e agora vai oferecer um veículo maior.

Trata-se do GranClass 150S21, desenvolvido juntamente com a encarroçadora Mascarello.

O nome do modelo já revela a parceria entre a fabricante de chassi e a produtora de carrocerias. Gran é parte da denominação utilizada pela Mascarello na linha de produtos, como Gran Micro, Gran Midi e Gran Via e Class é a denominação usada pela Iveco, como o próprio CityClass.

De acordo com a Iveco, o veículo possui capacidade para 48 alunos, incluindo espaço para portadores de deficiência. O GranClass 150S21 tem elevador, conta com cadeira de rodas, porta mais larga que os micro-ônibus e dispositivo anti-esmagamento.

Ainda segundo a Iveco, fazem parte do modelo itens como porta-mochila no teto, rede na parte traseira dos assentos para acomodação de material escolar. O micrão foi desenvolvido para trafegar em estradas rurais e áreas de difícil acesso, como propõe o Programa Caminho da Escola. Para isso, o ônibus também conta com dispositivo de bloqueio de diferencial, que facilita a transposição de atoleiros, chassi com suspensão elevada e reforçada, pneus de uso misto e redução de balanço dianteiro e traseiro, permitindo o fácil acesso a lugares acidentados.

Mesmo com a crise econômica, que fez com que os investimentos governamentais tivessem redução, o Programa Caminho da Escola ainda é um dos grandes responsáveis pelas encomendas por ônibus escolares. Além disso, as fabricantes apostam futuramente na superação da crise, o que vai resultar em vendas encomendas maiores. Assim, as empresas querem estar prontas para o processo de recuperação e já apresentam os modelos.

O gerente de marketing de produto da Iveco Bus, Gustavo Serizawa, revelou que os testes foram acompanhados por representantes do governo federal para o programa.

“Rodamos aproximadamente 40 mil km por todo o Brasil, com representantes do Programa Caminho da Escola, do Governo Federal, para mapear as reais necessidades dos clientes e desenvolver o veículo ideal para o segmento”.

A Iveco informou que os testes totalizaram 234 mil quilômetros, nos quais foram avaliados 342 componentes.

De acordo com Gustavo Serizawa, a empresa também disponibilizou itens de segurança e conforto no GranClass.

“Seguindo a nossa prioridade, que é o conforto e a segurança dos alunos, o modelo conta ainda com dispositivo inibidor de abertura da porta com o veículo em movimento, limitador de velocidade, câmera e sensores de ré, cintos de segurança em todas as poltronas e proteção nas janelas”.

Veículo atende às exigências do Programa Caminho da Escola e teve testes supervisionados. Divulgação Iveco

Veículo atende às exigências do Programa Caminho da Escola e teve testes supervisionados. Divulgação Iveco

Em nota, a Iveco detalha as características do chassi de 15 toneladas. Acompanhe:

O chassi da Iveco Bus possui um motor N45, da FPT Industrial, com quatro cilindros em linha. O propulsor de 4,5 litros, com sistema SCR, atende as normas do Proconve-P7 e é capaz de gerar potência máxima de 206 cv, a maior da categoria. O torque, chega a 720 Nm, já disponíveis na faixa de 1.350 a 2.100 rpm.

A transmissão utilizada é Eaton FS 5406A, manual, de seis marchas, com escalonamento compatível com as operações rurais e urbanas. O sistema permite condução suave, sem deixar de lado a economia de combustível. O acionamento da alavanca a cabo privilegia a ergonomia.

Também buscando oferecer mais conforto para o motorista, o GranClass 150S21 conta com direção hidráulica, embreagem com acionamento hidráulico e dispositivo de bloqueio de ignição com marcha engatada. Para o motorista o resultado é uma viagem mais prazerosa e suave. Já o passageiro viaja com segurança e comodidade.

  • Especificações técnicas do chassi
  • Comprimento máximo (CT) 9.000 / 10.000 mm
  • Largura máxima (D) 2.422 mm
  • Entre Eixos (EE) 5.180 / 5.950 mm
  • Balanço dianteiro (BD) 1450 mm
  • Balanço traseiro (BT) 2.300 / 2600 mm
  • Ângulo de entrada (A) ≥25°
  • Ângulo de Saída (B) ≥20°
  • Capacidade Técnica Eixo Dianteiro 5.000 kg
  • Capacidade Técnica Eixo Traseiro 10.000 kg
  • Peso Bruto Total 15.000 kg
  • Tanque de combustível com Capacidade de 275 litros
  • Motor Iveco FPT N45 150 kW(206 cv)
Esta publicação foi catalogada na categoria de