A história de Santo André por miniaturas de ônibus

Por , em 15 de abril de 2013.

Exposição na Biblioteca Municipal revela fases da mobilidade urbana da cidade que completou 460 anos na última segunda-feira

ADAMO BAZANI – CBN

Miniaturas de ônibus retratam diferentes épocas da cidade de Santo André. Como os transportes estão no dia a dia das pessoas, a memória do setor revela uma parte da história da cidade que completou 460 anos neste mês. Divulgação

Miniaturas de ônibus retratam diferentes épocas da cidade de Santo André. Como os transportes estão no dia a dia das pessoas, a memória do setor revela uma parte da história da cidade que completou 460 anos neste mês. Divulgação

No mês de aniversário de Santo André, que completou 460 anos neste último dia 8 de abril, a cidade ganha uma exposição diferente que revela um aspecto importante do desenvolvimento da cidade do ABC Paulista: miniaturas de ônibus contam como foram os transportes em Santo André.

Ao revelar parte da memória dos transportes, a exposição conta um pouco da história da cidade, já que os ônibus estão inseridos no dia a dia das pessoas e através de modelos e pinturas, é possível relembrar de épocas e contextos econômicos, sociais e até mesmo políticos.

São dez miniaturas que mostram como eram os ônibus e as pinturas das empresas entre os anos de 1970 e 1990, englobando fases dos transportes como a das famílias pioneiras das empresas de ônibus, a entrada de novos grupos empreendedores e a chamada municipalização, quando foi criada a EPT – Empresa Pública de Transportes, que no início dos anos de 1990, além de ter sido gerenciadora, foi operadora de parte dos ônibus da cidade na gestão do prefeito Celso Daniel.

A exposição que ocorre na Biblioteca Central de Santo André é uma iniciativa de um apaixonado por ônibus e pela história da cidade, o professor Dorival Nunes Bezerra

Acho importante resgatar a história do transporte porque, como ele faz parte do nosso cotidiano, acaba reativando a lembrança das várias emoções levadas e trazidas durante um determinado período das nossas vidas, além da possibilidade de rever o que foi e quais as transformações pelas quais passou ao longo do tempo. Creio que ele é tão intrínseco à ideia urbana que parece ajudar a constituir a paisagem e a arquitetura da cidade” – disse Dorival, que é dono do acervo.

As miniaturas são feitas artesanalmente por Nelson Modesto e Luzia Santos, também moradores de Santo André.

Empresas atuais e que já deixaram de operar fazem parte da exposição, como Transportes Coletivos Parque das Nações, Viação Curuçá, Viação Alpina, Viação São Camilo e modelos que fizeram parte do dia a dia da cidade, como o Caio Gabriela, Caio Amélia e Caio Bela Vista.

SERVIÇO:

A HISTÓRIA DE SANTO ANDRÉ POR MINIATURAS DE ÔNIBUS –

Local: Biblioteca Central – Praça IV Centenário – Paço Municipal

ENTRADA GRATUITA

Quando: até dia 04 de maio, de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 18h00 e aos sábados das 08h00 às 12h00.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes